COVID-19 – Orientações aos associados

Caros associados,

Todos estamos vivendo uma situação inédita e extremamente grave que é a pandemia de COVID 19.

Não resta dúvida que a situação é grave pela capacidade de disseminação e potencial letalidade.

Muitos associados têm buscado orientações sobre como proceder com relação aos atendimentos das pacientes oncológicas.

Oficialmente, foi definido que as pacientes oncológicas são urgência e que, tanto atendimentos de casos suspeitos como confirmados, devem ser mantidos, assim como cirurgias de casos já diagnosticados.

Achamos importante considerar que estamos vivendo um momento inédito, os órgãos responsáveis estão sobrecarregados e tem sido um desafio definir diretrizes, uma vez que o desenrolar deste processo é absolutamente imprevisível.

Todas as orientações mudam rapidamente e, muitas vezes, em curto intervalo.

A única informação indiscutível que temos é a necessidade de estimular o isolamento social. Devemos, como profissionais de saúde, lutar para convencer nossa população para ficar em casa. Isto é indiscutível.

Todo o restante deve se pautar pelo bom senso.

É sabido em breve estaremos diante de um grande problema de disponibilidade de leitos para o tratamento das vítimas da pandemia.

Quem são as pacientes que realmente seriam as urgências oncológicas?

Casos suspeitos em investigação? Todos já diagnosticados?

Estas questões nos vêm ao pensamento quando pensamos em diretrizes.

Precisamos como nunca buscar estratégias não protocolares para nossas pacientes, visando sua segurança.

Avaliações multidisciplinares para individualizar as condutas nos parecem fundamentais. Considerar hormonioterapia/quimioterapia neoadjuvante em casos operáveis. Considerar controle em lesões de suspeita intermediária. Considerar consultas on-line de casos em andamento visando reduzir exposição são exemplos de medidas plausíveis e que podem ser consideradas.

Não é possível aguardar definições dos órgãos superiores para balizarmos nossas condutas.

A regional de Santa Catarina da Sociedade Brasileira de Mastologia está buscando estratégias para trazer informação de qualidade ao seu público, de maneira a auxiliar nestas decisões e  estamos disponíveis para escutar suas demandas.

Estaremos trabalhando neste sentido e, nos próximos dias, atualizaremos a todos das nossas ações.

Desejamos serenidade neste momento duro de nossa história e que possam estar saudáveis junto aos seus familiares.

Cordialmente,

Diretoria.

 

Outros conteúdos

Manejo das pacientes portadoras de mutações genéticas

Confira os artigos sobre o tema da nossa Reunião de Julho. BRCA Mutations and Breast Cancer...

Senado aprova obrigatoriedade de seguro saúde cobrir quimioterapia oral

O Senado Federal aprovou o Projeto de Lei (PL) 6.330/2019, de autoria do senador Reguffe (Podemos-DF), que...

ASCO 2020: teste molecular é capaz de prever o benefício da quimioterapia

A 56 ª reunião da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), o maior encontro da oncologia mundial,...